Wednesday, December 13, 2017

Encruzilhada da felicidade...


Encruzilhada da felicidade…
Deixa-me hoje ser espaventoso
Deixa que seja no agora corajoso…
Para poder dizer
Para algo à luz trazer…
Deixa ser ambicioso
E poder dizer algo valioso…
Algo que me inunda
Algo que torna a minha vida rica e profunda…
Deixa que possa falar
Do sentimento de te amar…
Deixa que possa mais uma vez
Dizer do alto da minha altivez…
De ser de ama com intensidade
De ser que quer ser contigo unidade…
Uma unidade de cumplicidade
Cumplicidade de universalidade…
Porque tenho a esperança
Que não morre na inconstância…
Porque tenho ainda a fé
Que se mantém inabalável e de pé…
Que vamos ser unos
De que vamos ser unidos…
Porque sinto que com convicção
De que eternamente viverei no teu coração…
Porque tenho a certeza
De querer-te sagrar e conceder a coroa da minha realeza…
És a mulher da minha vida
A energia da minha corrida…
Nesta humana existência
Feita da cárnea e sentida ciência…
És da minha vida o pleno amor
És tu em mim e eu em ti sentimento de esplendor…
És tu o meu amor seja onde for a nossa localidade
És tu a fórmula da encruzilhada da felicidade…

João Paulo S. Félix 

Horas...


Horas…
Pode passar tempo
Na cidade, na vila, no campo…
Podem passar os ponteiros
Do relógio sempre certeiros…
Podem passar mil anos
Porque terei sempre os mesmos planos…
De ser feliz
De seguir o que o coração diz…
Podem os céus seguir
Podem os carros a sós se conduzir…
Porque sempre vou
Vou e por ti sou…
Sou ser loucamente apaixonado
Sou ser eternamente fadado…
A te amar
A te querer realizar…
E por ti sempre lutar
E por ti sempre esperar…
Seja onde ou quando for
Porque o que por ti sinto é de elevado valor…
Porque o que por ti sinto é amor
Porque és…
A mulher perante a qual beijo os pés
Porque serás
A mulher que a felicidade me trarás…
Porque tenho esperança
De passada a tempestade vir a bonança…
A bonança do sentimento de amar
Para unamente o nosso ser ficar…
Num só e com convicção
De viver o sentimento que acalenta o coração…
Porque perante ti me ajoelho a declarar
O amor que tenho para te ofertar…
Porque é teu o meu amor sem ocasos nem demoras
Porque espero por ti toda a vida: porque são tuas todas as minhas horas…

João Paulo S. Félix 

Tuesday, December 12, 2017

Quando te falo de amor...


Quando te falo de amor…
Quando tenho um desejo
De te dizer o que vejo…
No interior do meu ser
Quando me precipito para o ver…
Para ler
O meu interior…
E ver com todo pormenor
O que sinto
O que vai em mim e não minto…
O que vai no coração
Esse elemento de exaltação…
Quando entro em mim
Para saber do meu sim…
Ao que sinto por ti minha flor
O que sinto por ti: meu amor…
Amo-te muito com todo fulgor
Amo-te muito com ardente calor…
És tu a razão do meu viver
Do meu sorridente adormecer…
Porque és quem sempre vou querer amar
E por ti vou eternamente lutar…
Porque te amo até mais não
Porque te amo até à exaustão…
Porque és a minha felicidade
E a minha motivação feita vertigem de intensidade…
Porque te amo e sinto amor
Ouve-me por favor…
Por mais que me venha a tornar cansativo
Por mais que venha a ser repetitivo…
Porque é o que sinto de verdade
Porque te amo contra a crueldade…
Da distância e do gelo que nos separa
Porque te amo com a esperança…
De sermos num amanhã a cúmplice bonança
Feita cumplicidade de altivo valor…
Porque tenho tal ensejo… Quanto te falo de amor…

João Paulo S. Félix 

Saturday, December 9, 2017

Para te poder amar...


Para te poder amar…
Oh humano sentimento
Que invades o meu pensamento…
Oh humano estado
Este de estar apaixonado…
E querer dizer em todo o lado
O quanto se ama
O quanto este estado inflama…
O quanto sinto
Na verdade da minha vida: não minto…
O quanto és para mim irreverente
O quanto és para mim diferente…
O quanto são teus os meus sinais vitais
Aqueles muito fortes e fora dos normais…
O quanto és para mim fundamental
O quanto és para mim especial…
Amo-te muito com intensidade
Amo-te muito nesta nossa virtualidade…
Feita humana existência de realidade
Amo-te com todo o meu ser…
E por ti amor seria capaz de morrer
Porque por ti: seria capaz de tudo enfrentar…
Enfrentar e encarar
Porque és o meu respirar…
E razão do meu andar
Andar, despertar e acalentar…
A sede e vontade
De fazer viva imortalidade…
Este sentimento que é teu
Que mexe comigo… Sentimento que o teu ser me deu…
Porque de ti nunca e jamais o meu eu esqueceu
Porque te tenho em mim sempre presente
Porque és para mim luz brilhante e latente…
Porque tenho todo o meu amor para te dar
Para te dar e para te poder amar…

João Paulo S. Félix

Thursday, December 7, 2017

Amor pleno...


Amor pleno…
Quero hoje falar
Para no teu coração entrar…
Para o converter
E dele toda a rocha remover…
Para nele eu ficar
Para a ele regressar…
E te amar
Amar e fazer sonhar…
Para te completar
E ser motivo de toda a felicidade que em ti for causar…
Quero ser para ti
O sacramento a que me converti…
Um sentimento intenso
Forte, avassalador e imenso…
Um sentimento de existir
Que me leva a de ti não desistir…
E por ti lutar
Até num caixão ao terreno lugar…
Vir a ser depositado
E lá ser encerrado…
Porque até esse ato
Proponho com Deus um trato…
Para o teu nó interior desatar
E te aconchegar…
Para te completar
Porque eu sou tu e tu és eu…
Porque és a minha metade que o Divino me concedeu
E por ti a Ele intercedo…
E perante toda a adversidade eu não cedo
De a ti querer tocar…
De modo bem profundo
Porque és tu o meu mundo…
Porque és a minha bonança
Porque és a minha esperança…
Porque és quem me coloca sereno
Porque és tu: o meu amor pleno…

João Paulo S. Félix 

Wednesday, December 6, 2017

Tenho para ti... Toda a minha vida...


Tenho para ti.. Toda a minha vida…
Eu ser humano me confesso
E de novo te peço…
Atenção
Para ouvires meu coração…
Porque por mais que o ontem tenha sido de sombra
Por mais que o sentimento se esconda…
Vai em mim
Um sim…
Um sim ao meu amor
Por ti que és meu esplendor…
Porque por mais que o ontem seja a minha cruz
Pesada e que o meu ser conduz…
Como pena ou penitência
Tenho fiel consciência…
Do quanto te amo
Do quanto por ti chamo…
A toda a hora
Porque por ti o meu rosto chora…
E o cardíaco elemento
Começa a vacilar e a bater lento…
Porque te amo e disso tenho noção
Porque sinto por ti muito mais que fixação…
Sinto por ti a fiel reprodução
Do sentimento da união…
Da união e cumplicidade
Porque te amo mesmo de verdade…
Porque és o meu despertar
Porque por ti tento a suspirar…
Porque olho o relógio
E vejo nas horas muito mais que um desafio…
Mas antes a oportunidade
De te fazer trazer à luz da claridade…
Sentimentos nutridos por mim que nos mesclem
Que nos façam ser um só com dimensão que as réguas não medem…
Porque te amo na minha existência sofrida
Porque tenho para ti… Toda a minha vida…

João Paulo S. Félix 

Tuesday, December 5, 2017

Diário do meu amor...


Diário do meu amor…
Mais um dia de confissão
Em que venho afirmar com convicção…
Que te amo
Que por ti clamo…
Que tenho fé
Em Deus, Jeová ou Maomé…
De que sejam ouvidas minhas preces
E a mim regresses…
Sempre no final de cada dia
De cada jornada vivida…
Digo-o de novo e com intensidade
Que te amo até à eternidade…
Que te vou esperar
Por todo o tempo em que eu vier a vigorar…
Até ao momento em que for chamado para a pó voltar
Até esse acontecimento…
Viverei com sentimento
Com alguma dor…
O sentimento de esplendor
De te querer amar
Sem ao tempo olhar…
Sem ao que veio a desenrolar
Porque somos encaixe completo e perfeito…
Porque sem ti sou coração desfeito
Porque sem te ter…
Não sei viver
Porque sem ti me sinto perdido e sigo trilhos desanimados…
Porque somos o lindos e para sempre apaixonados
Porque te amo com vontade…
De romper com o relógio de crueldade
E com a distância que nos separa…
E que me detém de ver a tua cara
O teu sorriso e sentir o teu abraço…
Que me faz sentir robusto e como o aço
Porque és tudo para mim com a verdade e com primor…
Porque são tuas estas linhas e este diário do meu amor…

João Paulo S. Félix  

Monday, December 4, 2017

Simplesmente amor...


Simplesmente amor…
Vou hoje voltar a falar
Sim ao mesmo tema voltar…
Para que me escutes
Para sentires as minhas virtudes…
Ouve-me por favor
A falar-te do meu amor…
Aquele que te tenho
Que é mais perfeito que qualquer desenho…
Que é mais envolvente
Que qualquer colar ou joia reluzente…
Dá-me uns minutos
A mim… Que tenho toda a vida para ficarmos juntos…
Deixa vociferar
E tentar…
O teu coração alcançar
Alcançar e escavar…
Para o remexer
E fazer acontecer…
Que sintas o que bem no fundo
Tens bem escondido…
O que sentes
Elementos irreverentes…
És para mim minha vida
És para mim a eterna melodia…
Que quero ouvir
Que quero sentir…
Contigo a meu lado
No futuro como no passado….
És para mim vital
E profundamente especial…
És a única que me faz vibrar
Aquela que me faz coragem conquistar…
Para os gládios da humana existência
És dona da minha infinita paciência…
E do meu tempo: aquele tempo dos ponteiros sem valor
Ouve-me… Porque o que sinto por ti é simplesmente amor…

João Paulo S. Félix 

Sunday, December 3, 2017

De ti eu não desisto...


De ti eu não desisto…
Hoje quero-te dizer
Poder algo fazer acontecer…
Por intermédio das minhas palavras
Sinceras, sentidas e chanceladas…
Quero hoje deixar-te claro
Algo que me é muito caro…
Caro e importante
Algo que me faz sentir significante…
Quero hoje te falar
Do quanto em ti me fazes pensar…
Desde o sol que nasce até ao sonho que me vem embalar
Porque te tenho sempre em mim
Porque te recordo e tenho formosa como o jasmim…
Porque te quero aclarar
O desejo de te amar…
Porque te amo de verdade
Com fulgor e intensidade…
Porque te amo
Meu ser soberano…
Porque és a minha motivação
E o dínamo de toda a minha ação…
Em cada dia ou no me mover para toda a direção
Porque és o meu alento
E presença fiel no meu pensamento…
Porque te amo de modo sentido
Te amo com tudo o que foi vivido…
Porque te amo com a razão do que aconteceu
E forças para chegar ao hoje: num sentimento que não esmoreceu…
Porque te quero sinceramente
Porque te amo perdidamente…
Porque és o meu respirar
Porque és o meu raio solar…
Que aquece e ilumina
Porque és a minha eterna sina…
Porque és o nosso amor prometido
Até ao fim ao acaso do infinito partido…
Dos caminhos para a outra eternidade
Porque sem ti eu não existo
Porque de ti: eu não desisto…

João Paulo S. Félix 

Saturday, December 2, 2017

Mais um dia...


Mais um dia…
Respiro para viver
Caminho para a tudo acorrer…
Faço tudo com uma convicção
De ser movido por coração…
Ligo-te e te comunico
No intuito de o meu amago ficar mais rico…
Rico em te ouvir e te sentir
E poder sorrir…
Pelo facto do teu ser
Me fazer viver…
Por seres luz
Que na vida me conduz…
E na escuridão
Me faz ter força de trovão…
Porque és a realeza
Que ocupa o meu trono de pureza…
Pureza e simplicidade
Porque és tu minha amada eternidade…
Porque és a minha ansiedade
De querer pedir…
Aos céus para nos unir
E que fiquemos juntos…
Na cumplicidade dos nossos mundos
Porque te amo sem cessar
Porque sempre te vou amar…
Porque me fazes agigantar
E fazes o meu ego elevar…
E de ti não vacilar
Amo-te sem hesitar…
Quero de ti viver e de ti respirar
Quero beber de ti a sensação…
De sermos um só na imensidão
Que é o planeta em que habitamos…
E no qual tudo realizamos
E que me leva a dizer que sem ti não viveria
Porque sem ti: não viveria mais um dia…

João Paulo S. Félix 

Friday, December 1, 2017

Tenho memória...


Tenho memória…
Tenho hoje vontade
De algo trazer à verdade…
Vontade de te falar
Sobre o que já viemos a passar…
A passar e a ter
No sentimento que num nos fez converter…
De falar de olhos fechados
Para nos voltar a ver encaixados…
Corpo com corpo
Com vontade de um desejo escrupuloso…
De te sentir a escorrer
O teu suor pela minha pele a correr…
De te ver com o semblante do desejo
De vontade de mim: muito mais do que de um beijo…
Continuo de olhos encerrados
Para viver de novo os momentos passados…
Em que fomos um sendo dois
Em que fomos caçador de sois…
Em que me entreguei a ti sem cessar
E te jurei: para sempre te amar…
Momentos nossos
Vividos e vigorosos…
Penso em ti com o máximo amor
Sentimento perfeito sem mácula mas com esplendor…
Penso em ti com ansiedade
De voltar a fazer presente a passada realidade…
Vontade de me dar a ti sem fim
De te regar de sentimento: flor perfeita do meu jardim…
Porque é forte o que me faz viver
E te prometer…
Que não te quero e vou esquecer
E que por ti estou disposto a morrer…
Morrer e jamais de ti desistir
Porque foste e és o melhor que na minha vida poderia existir…
Porque és de mim pedaço total da minha história
Porque de tudo nosso: Eu tenho memória…

João Paulo S. Félix 

Thursday, November 30, 2017

Saudade...


Saudade…
Quero-te hoje falar
De algo que muito daria para explanar…
Quero hoje dizer
Algo que me vem a remoer…
Algo muito dramático
Algo que mexe comigo de modo catársico…
Falar-te ao coração
Onde quero entrar e fazer dele habitação…
Quero hoje poder dizer
Que não te quero nunca esquecer…
Quero hoje te prometer
Que és o meu viver…
E que sem ti não sei existir
Sem ti não ser como agir…
Sem ti eu perco o norte
Sem ti sou dono de pouca sorte…
Sem ti eu sofro e choro
Sem ti o meu lacrimejar é sonoro…
Porque se faz acompanhar
Do ralho e do ato de soluçar…
Porque te amo de modo desmedido
Porque sem ti me sinto perdido…
Porque te amo com vigor
Porque é teu: o meu sentimento de amor…
Porque vem ao meu pensamento
Cada nosso momento…
Porque me começo a relembrar
De cada abraço ou ato de beijar…
De cada sorriso ou momento a conversar
De cada partilha ou ato de confessar…
O que o dia nos veio a oferecer
E que ao outro queríamos dar a conhecer…
Porque recordo de todo o desejo de com o outro querer estar
Para o sentir e poder nele forças resgatar…
Pelo outro ser a nossa rocha feita âncora
E nosso abrigo prometido pela vida fora…
Porque não vou vacilar de ti minha eternidade
Porque tenho de ti devoradora saudade…

João Paulo S. Félix 

Wednesday, November 29, 2017

Sou teu...


Sou teu…
Escrevo-te no hoje
E nesta noite que já não foge…
Com sentimento
Com vontade de entendimento…
Com ensejo
Confesso de te dar um beijo…
Que faça despoletar o desejo
Adormecido e em ti guardado…
Aquele sentimento que me faz sentir amado
Amo-te amor…
Amo-te com todo o esplendor
Esplendor luminoso e sofredor…
Amo-te amor
Digo-o de novo e com fervor…
Para a ti chegar
Para nos teus ouvidos penetrar…
E como relâmpago ao teu coração chegar
Para o descongelar…
E o poder habitar
Para te amar…
Amar e fazer feliz
A ti: ser que tanto me diz…
Amo-te com a minha existência
E tenho disso total consciência…
De te amar
Sem ocaso e sem cessar…
E vou admitir
Que de ti jamais irei desistir…
Amo-te à luz
Do que me conduz…
A poder dizer-te a toda a hora
Aquilo que já conheces de mim: minha madrugada redentora…
Minha Deusa e minha felicidade
Que contigo quero viver a eternidade…
De um sentimento de nutro por ti: Sentimento que o amor me deu
Para a ti me consagrar: para te poder dizer e assumir: sou teu…

João Paulo S. Félix 

Tuesday, November 28, 2017

Inspiração...


Inspiração…
Mais um dia que se vai
E com ele tudo nos contrai…
A pensar
A pensar no que se veio a desenrolar…
A refletir
Em tudo que veio a existir…
A sentir
O que faz bem e sorrir…
O que nos dá alento
O que causa contentamento…
O que permite a evasão
E a fuga para sentimento de coração…
O que permite ter
Em alguém um ser…
Feito nosso porto de abrigo
Nosso cais: nosso esconderijo…
Um alguém que é para nós
A força que nos desata quando estamos sós…
Um alguém que nos dá vida
E nos faz erguer e seguir de cabeça erguida…
Um alguém
Que nos ama e contém…
No seu amago
Alguém que é mago…
Mago e feiticeiro
E nos encanta o ano inteiro…
Ano inteiro e vida infinita
Aquela que é circunscrita…
A esta mundana habitação
Onde sentimos mais do que paixão…
Mas um sentimento de forte atração
Para com alguém que nos permite ser exaltação…
Alguém que nos faz ser de plena condição
Um alguém que para nós é: fonte de inspiração…

João Paulo S. Félix 

Monday, November 27, 2017

Emoções...


Emoções…
A vida é feita de laços
Que unem pedaços…
A vida é feita de dias
Dias e melodias…
A vida é feita de pensamentos
Que nos dão no mundo alentos…
Alentos para as batalhas
E para dobrar todas as muralhas…
A vida é feita de momentos
Que são formados pelos sentimentos…
Humanos e de união
A pessoas que nos dão…
A força e motivação
Para lutar a cada clarão…
A cada movimento do sol a raiar
Movimento que nos vem contaminar…
Para um feliz despertar
E pensar…
Em quem tudo vem a abrilhantar
Abrilhantar e sentido ofertar…
A quem nos faz sentir desejo
De arrebatar o mundo num beijo…
A quem nos faz desejar conquistar
Toda a terra e além mar…
Porque assim é quando existe
Existe alguém a quem o nosso ser não resiste…
Não resiste de não desistir
Porque esse alguém é quem nos faz sorrir…
Sorrir e querer amar
Amar e o Olimpo alcançar…
Porque assim é quando se quer conceder
O nosso amor a quem tudo vem a preencher…
Preencher e nos dar mais do que ilusões
Quando nos permite sentir eternas e apaixonadas sensações…
Quando queremos dar a esse alguém o exclusivo das nossas emoções…

João Paulo S. Félix 

Sunday, November 26, 2017

Alma...


Alma…
Quero algo desabafar
Quero ao mundo revelar…
O quanto te amo
O quanto por ti clamo…
O quanto para mim és vital
O quanto para mim és especial…
Falo
Falo e não me calo…
Até por ti ser ouvido
Até ser por ti atendido…
És deusa minha sublimada
És no espaço mundial a prova provada…
Da magnitude
De um ser pleno de virtude…
És no mundo garante
De haver alguém fascinante…
És toda tu meu amor
Assim te chamo com todo o primor…
Porque assim te sinto no meu coração
Porque assim te sinto para ter mansidão…
Porque és para mim a razão
Pela que vale a pena a inquietação…
Do viver
Do querer amanhecer…
É por ti que acordo a cada novo dia
És tu razão da minha alegria…
És tu a bussola do meu sentimento
És tu a minha paz, o meu alento…
És tu a perfeição
De querer pedir a bênção…
De te amar
De te realizar…
Porque vives em mim
Flor única do meu jardim…
Porque és tu quem me vive e me acalma
Porque és tu a minha vida: porque é tua a minha alma…

João Paulo S. Félix 

Saturday, November 25, 2017

Amor sem fim...


Amor sem fim…
Hoje em mais um dia
De um dia de correria…
Dou por mim
Num ato de dizer sim…
Sim a poder escutar
Ainda mais… O que o coração tem para falar…
Para falar sobre um sentimento
Do qual não e jamais sentirá arrependimento…
Um sentimento profundo
Que dá luz ao nosso mundo…
Um sentimento avassalador
Capaz de curar toda a ferida ou dor…
E dou ouvidos ao coração
Para o escutar com atenção…
A falar
Do sentimento de amar…
Um sentimento todo teu
Tu que és minha Julieta: eu que sou o teu Romeu…
Deixa que te fale enquanto tenho voz
Porque não quero este estado de viver a sós…
Peço aos céus que me escutes
Que me atendas no teu cárdio elemento de virtudes…
Escuta-me enquanto te posso ouvir
Deixa-te dizer o que em mim tende a existir…
Um sentimento que de ti jamais me fará desistir
Um sentimento assente numa rocha edificante…
Um rocha firme e fascinante
Plena de todo o meu amor…
Este sentimento que é teu, Deusa de todo o esplendor
Este sentimento que te tenho que não gera arrependimento…
Mas que causa em mim rebento
O rebento de uma árvore a regar…
Uma árvore de amor para cuidar
Com sentimentos, com estima, com carícias…
Com afetos, com concórdia e sem malícias
Ouve-me enquanto existo…
Diz-me o sim enquanto à audição os ouvidos dão o seu visto
Porque por ti espero até ao fim da minha existência…
Porque eu vivo em ti e tu em mim
Porque vou-te amar: num amor infinito: num amor sem fim…

João Paulo S. Félix 

Friday, November 24, 2017

Chuva do meu amor...


Chuva do meu amor…
Estou sobre o meu leito deitado
E escuto lá fora algo muito esperado…
Esperado e aguardado
A água feita chuva: maná sublimado…
E quando do nada
Sinto uma lágrima derramada…
Uma atrás de outra
Ato feito atitude redentora…
Que me leva a chorar
E a minha humana condição provar…
Provar a minha imperfeição
Provar o meu estado de solidão…
Derramam-se as lágrimas de modo copioso
Intenso, frenético e nervoso…
Sem ti a meu lado
Sem ti: eu me sinto desamparado…
Sem ti me sinto eivado
Eivado pela mácula de te querer…
De te querer: de muito te querer dizer
Que é em ti que eu penso ao amanhecer…
Que és tu quem me dá forças para remar
Que és tu: que quero de modo eterno amar…
Amar e se mostrar
Que há um mundo que temos para aproveitar…
E até essa hora chegar
Faço com os céus o compromisso de por ti esperar…
Por mais que possam os comboios passar
Por mais que possam os navios navegar…
Choro com a dor de te desejar
Para te fazer feliz em plenitude…
Para serem em mim causa de quietude
Para seres em mim bonança…
Porque sem ti eu perco a esperança
Porque sem ti eu perco o rumo…
Porque sem ti eu cego e não vejo das lareiras o fumo
O fumo que também é sinal de calor…
De calor que arde no cárdio elemento de esplendor
Porque cai por ti em mim… A chuva do meu amor…

João Paulo S. Félix 

Thursday, November 23, 2017

Intenso sentimento...


Intenso sentimento…
Meu amor
Ouso com este início expor…
O que sinto
Algo forte: não minto…
Expor de coração
A minha verdadeira versão…
Do quanto te amo
Do quanto por ti chamo…
Do quanto acordo a meio da noite fria
A pensar em ti que sem ti sou metade vazia…
De um perfeito universo imperfeito
Sou um humano ser de defeito…
Sem ti sou nada
Sem ti… Sou lenha pela lareira devorada…
Amo-te com tudo
E quando fico mudo…
É porque passo a falar por outras formas
Com as lágrimas pelas minhas janelas derramadas…
Pelo peso de memórias passadas
És em mim a totalidade…
Do pensamento meu: minha universalidade
És tudo para mim…
Ouso dizer: que és a flor única do vasto jardim
Que é este planetário espaço…
Amo-te amor: não sou feito de aço
Sou feito da cárnea matéria de sentimentos…
Que doem e causam tormentos
Amo-te com a minha própria existência…
Porque és para mim a reverência
Porque és para mim a maior obra de arte…
A obra que a tua parentalidade criou e desejo sublimar-te
Porque és tudo para mim em todo o meu tempo…
És o meu ar, a minha luz, o meu céu, o meu campo
És para mim a imortalidade feita alento…
Porque é todo teu: o meu intenso sentimento…

João Paulo S. Félix 

Amar-te à distância de ti meu mundo...


Amar-te à distância de ti meu mundo…
Hoje
Neste dia que já não foge…
Quero poder dizer
Algo que tem que se saber…
Saber e comunicar
Que sempre te vou amar…
Amar até morrer
Até o Santo Deus me chamar a adormecer…
Até ser convidado para uma realidade espiritual
Mas até esse fado ser real…
Quero olhar-te
E confrontar-te…
Com o meu sentimento
Com o meu pensamento…
De que te amo sem cessar
De que te desejo com lágrimas de soluçar…
De que te peço em oração
Ao Deus que concede toda a bênção…
Porque Lhe peço a oportunidade
De nos dar a realidade…
De um nós
Para afastar o estar sós…
Porque Lhe peço
E Lhe confesso…
O quanto de ti preciso
Do quanto é teu o meu sorriso…
Do quanto é teu o meu viver
O meu alimentar, o meu amanhecer…
O quanto é teu o meu destino
Para o trilho do divino…
Sentimento de amor
Causa de altivo esplendor…
Porque te amo sem tempo ou idade
Porque te amo com saciedade…
Porque te quero amar neste espaço, na nossa sociedade
E poder ser o nosso um só um elemento feito verdade…
Porque te amo com verdade e com sentimento meu profundo
Porque vou amar-te à distância de ti meu mundo…

João Paulo S. Félix