Friday, June 1, 2018

Quero-te sonhador...


Quero-te sonhador…
Um dia nasceste
Um dia sorriste…
Um dia foste projeto de amor
De teus pais: um plano de elevado valor…
Um projeto para os fazer sonhar
Um ser para a casa vasculhar…
Tu és muito mais do que uma criança
És para todos a esperança…
De seres num amanhã
Alguém digno de alguma façanha…
O chegares à lua, o desenhar de ruas
Um golo numa final ou a descoberta de algumas curas…
Mas mais importante que esse caminho vencedor
Quero que sejas sempre um sonhador…
Um sonhador e eterno concretizador
Do que te faz feliz…
De ires mais alguém do que se diz
Enquanto criança quero-te explorador…
Do mundo em teu redor
Das letras, dos números, do odor…
Da mais pura flor
Do jardim…
Onde possas brincar sem fim
Quero-te a correr
E tudo abarcares e reconhecer…
Quero que corras
Que corras e possas em ti guardar
Cada som ouvido, cada lugar em que venhas a passar…
Mas que nunca em momento algum: deixes de sonhar
De sonhar com um mundo melhor
Por isso quero que sejas sempre: sempre um sonhador…

João Paulo S. Félix

Wednesday, March 21, 2018

Intensidade...


Intensidade…
Sufoca-me a saciedade
De amar até à imortalidade…
Devora-me o sentimento
De querer ser para ti mais do que pensamento…
Galvaniza-me o estado
De amar e ser amado…
Pretendo
Ter pleno acesso ao amor… Vivendo…
Vivendo de nós
Não estando sós…
Almejo
De ti de novo aquele beijo…
Que dá força e inspiração
De dá garras e determinação…
Arrasa-me por dentro
A saudade nossa daquele tempo…
Do nosso amor fascinante
De cada confissão marcante…
Instiga-me a proposição
De fazer firme marcação…
De te amar
De de ti não olvidar…
De por ti sempre lutar
Até a morte me convidar…
A partir e viajar
Porque até anoitecer…
Quero fazer renascer
Tudo e todo o nosso viver…
Todo o nosso acontecer
Porque te respiro…
Porque o ser feliz a ti me refiro
Porque te amo com amor…
Com aquela chama do lume abrasador
Porque te amo com imponência…
Com altivez e irreverência
Porque por mais longo que seja o caminho a trilhar…
Por mais que tenha que passar, chorar e a terra de suor molhar
Porque quero fazer do nosso amor infinito…
Porque de ti confesso-me: necessito
Porque te amo até à eternidade…
Porque te amo: com toda a intensidade…
João Paulo S. Félix

Monday, March 19, 2018

Pai...



Pai…
Neste dia
De infernal correria…
Paro e abrando
E pego no comando…
Da rotina
E leio a minha sina…
A de querer
Neste dia reconhecer…
Algo que sinto
E o qual sentimento não finto…
Um sentimento de ternura
De altiva candura…
Por um ser que a todo lado vai
Por ti Pai…
Um sentimento de admiração
De reconhecer a tua luta de enorme dimensão…
De reconhecer
Cada sacrifício teu que te faz doer…
Doer e o corporal elemento fazer entorpecer
Tudo com um intento
De dares ao filho teu novo alento…
Ao dares ao filho teu a condição
De poder sorrir com emoção…
Tu Pai
Que arrebatas com bravura…
Toda e cada aventura
Que tomas toda a amargura…
E a transformas em motivação
E te divinizar ao elevado estado de exaltação…
Como ser de fascínio
Que és tu oh Pai…
Tu que abraças sem criticar
Tu que tens o sábio conselho a revelar…
Tu que és na Terra entidade divina
Tu que és na Terra um ser de linha fina…
Tu és que ser de coração
Tu que és para teu filho exemplo e inspiração…

João Paulo S. Félix

Thursday, March 8, 2018

Dia da feminina criatura...

Dia da feminina criatura…
Hoje neste dia
Após toda a correria…
Num momento de evasão
De calma e reclusão…
Me convido a escrever
Sobre um ser…
De rara beleza
De fina natureza…
Neste dia do calendário
Relembro que há muitas em calvário…
Neste dia soberano
Que deve ocorrer todo o ano…
Falo da Mulher
Ser admirável…
Ser de amanhecer
Deusa de envolver…
Mulher ninfa
Que nos mescla na sua linfa…
Ser de charme
E com ele causa o desarme…
A dificuldades
A hostis realidades…
Impostas pelas sociedades
Mulher…
Ser
De viver…
Ser de emoção
Que vive com o coração…
Toda a ocasião
Mulher guerreira…
Que luta na planetária plateia
Por igualdades em várias localidades…
Mulher de combate
Que tudo derruba e abate…
Mulher de coragem e determinação
Que fascina até o autor da criação…
Mulher que vence toda a agrura
Mulher feminina criatura…

João Paulo S. Félix

Wednesday, March 7, 2018

Mensagem...


Mensagem…
Tomo a veleidade
De cumprir um desígnio de verdade…
De deixar
De ousar…
Fazer perdurar
Um repto: a vontade de te amar…
E começo a respirar
Para me inspirar…
Para controlar
A desmedida vontade
De dizer a toda a Humanidade…
O que me provocas
Como me convocas…
Sem cessar
De modo que chega a sangrar…
Na alma, nas lágrimas que se tendem a derramar
Por amar demais…
Muito mais
Do que os humanos seres racionais…
Amo-te com sofreguidão
Desta cruel e vil condição…
Confinada na solidão
Oh distância madrasta…
Que afasta
Mas não devasta…
Porque a intensidade do sentimento basta
Para ser dínamo de motivação…
Para viver até à exaustão
Este estado de altiva paixão…
Este status de elevação
O qual nada rebate…
Porque é sentimento de combate
Por um amor
De imensurável valor…
Que nos permite o despertar
E este sentimento fazer perdurar…
Um amor de coragem
Que me leva a lavrar esta mensagem…

João Paulo S. Félix

Tuesday, March 6, 2018

Doçura dos afetos...


Doçura dos afetos…
Respiro
Fecho os olhos… Que arrepio retiro…
Que profundo respirar
Que se veio em mim entranhar…
Que respirar
Que me leva a recordar…
O nós
O quando não estávamos sós…
O nós a dois
Em que éramos intrigantes e cúmplices sóis…
Respiro e os olhos abro
E com algo no firmamento me deparo…
Com a envolvente memória
Que não é tão passada da história…
Dos beijos com dedicatória
Dos abraços de reparação…
De forças e da exaustão
Recordo cada momento
Não tanto lá atrás do firmamento…
Deambulo passando os dedos
Pelos objetos…
Que sinto com os tatos
Com os carnais elementos…
Com os quais te tocava para dar alentos
Para acariciar a tua pele e o teu semblante…
E com esses gestos te afastar do caminho errante
Ando ainda mais e nesses dedos tateio pó…
Que rima com a redonda mó
Que o moleiro usava para a sua atividade prosseguir…
E em tal me inspiro para fazer dessa mó caminho a seguir
A seguir e a me motivar…
Para por ti sempre gladiar
Porque te amo sem cessar…
Porque sempre te vou amar
Porque tenho para ti abertos todos os acessos…
Para vivermos nova e juntamente o nossa doçura dos afetos…

João Paulo S. Félix

Monday, March 5, 2018

Distância da proximidade...


Distância da proximidade…
Hoje há vontade maior
De expor…
Em alto brado com fervor
O sentimento de amor…
Esse sentimento causador
De saudade e dista dor…
Porque por mais distante
Porque por mais que estejas a montante…
Eu sinto por ti amor incessante
Amor puro, intenso e soluçante…
Amor sôfrego e sem fim
Amor de amor feito florido jasmim…
Porque por mais que estejas além
Algo me pede para seguir rumo a Belém…
A Belém como os magos norteados pela estrela do oriente
Uma estrela que me dá força resistente…
Porque sinto por ti amor irreverente
Um amor que me torna carente…
Do teu beijar
Do teu tocar…
Do teu respirar
Do teu confessar…
Dos viveres e dos afazeres
Dos atos que furtam os lazeres…
Porque há efetiva distância
Que corta sem relutância…
A nossa presença diária
Porque apesar desse corte aguçado…
Há um sentimento bem mais apurado
Há algo mais verdadeiro…
O que sinto de peito cheio
Um amor de motivação…
Movido pelos nossos viveres feitos carvão
Que incendeiam a fornalha da minha vontade…
De lutar por este amor de eternidade
Apesar da existência da distância da proximidade…

João Paulo S. Félix