Wednesday, December 13, 2017

Encruzilhada da felicidade...


Encruzilhada da felicidade…
Deixa-me hoje ser espaventoso
Deixa que seja no agora corajoso…
Para poder dizer
Para algo à luz trazer…
Deixa ser ambicioso
E poder dizer algo valioso…
Algo que me inunda
Algo que torna a minha vida rica e profunda…
Deixa que possa falar
Do sentimento de te amar…
Deixa que possa mais uma vez
Dizer do alto da minha altivez…
De ser de ama com intensidade
De ser que quer ser contigo unidade…
Uma unidade de cumplicidade
Cumplicidade de universalidade…
Porque tenho a esperança
Que não morre na inconstância…
Porque tenho ainda a fé
Que se mantém inabalável e de pé…
Que vamos ser unos
De que vamos ser unidos…
Porque sinto que com convicção
De que eternamente viverei no teu coração…
Porque tenho a certeza
De querer-te sagrar e conceder a coroa da minha realeza…
És a mulher da minha vida
A energia da minha corrida…
Nesta humana existência
Feita da cárnea e sentida ciência…
És da minha vida o pleno amor
És tu em mim e eu em ti sentimento de esplendor…
És tu o meu amor seja onde for a nossa localidade
És tu a fórmula da encruzilhada da felicidade…

João Paulo S. Félix 

Horas...


Horas…
Pode passar tempo
Na cidade, na vila, no campo…
Podem passar os ponteiros
Do relógio sempre certeiros…
Podem passar mil anos
Porque terei sempre os mesmos planos…
De ser feliz
De seguir o que o coração diz…
Podem os céus seguir
Podem os carros a sós se conduzir…
Porque sempre vou
Vou e por ti sou…
Sou ser loucamente apaixonado
Sou ser eternamente fadado…
A te amar
A te querer realizar…
E por ti sempre lutar
E por ti sempre esperar…
Seja onde ou quando for
Porque o que por ti sinto é de elevado valor…
Porque o que por ti sinto é amor
Porque és…
A mulher perante a qual beijo os pés
Porque serás
A mulher que a felicidade me trarás…
Porque tenho esperança
De passada a tempestade vir a bonança…
A bonança do sentimento de amar
Para unamente o nosso ser ficar…
Num só e com convicção
De viver o sentimento que acalenta o coração…
Porque perante ti me ajoelho a declarar
O amor que tenho para te ofertar…
Porque é teu o meu amor sem ocasos nem demoras
Porque espero por ti toda a vida: porque são tuas todas as minhas horas…

João Paulo S. Félix 

Tuesday, December 12, 2017

Quando te falo de amor...


Quando te falo de amor…
Quando tenho um desejo
De te dizer o que vejo…
No interior do meu ser
Quando me precipito para o ver…
Para ler
O meu interior…
E ver com todo pormenor
O que sinto
O que vai em mim e não minto…
O que vai no coração
Esse elemento de exaltação…
Quando entro em mim
Para saber do meu sim…
Ao que sinto por ti minha flor
O que sinto por ti: meu amor…
Amo-te muito com todo fulgor
Amo-te muito com ardente calor…
És tu a razão do meu viver
Do meu sorridente adormecer…
Porque és quem sempre vou querer amar
E por ti vou eternamente lutar…
Porque te amo até mais não
Porque te amo até à exaustão…
Porque és a minha felicidade
E a minha motivação feita vertigem de intensidade…
Porque te amo e sinto amor
Ouve-me por favor…
Por mais que me venha a tornar cansativo
Por mais que venha a ser repetitivo…
Porque é o que sinto de verdade
Porque te amo contra a crueldade…
Da distância e do gelo que nos separa
Porque te amo com a esperança…
De sermos num amanhã a cúmplice bonança
Feita cumplicidade de altivo valor…
Porque tenho tal ensejo… Quanto te falo de amor…

João Paulo S. Félix 

Saturday, December 9, 2017

Para te poder amar...


Para te poder amar…
Oh humano sentimento
Que invades o meu pensamento…
Oh humano estado
Este de estar apaixonado…
E querer dizer em todo o lado
O quanto se ama
O quanto este estado inflama…
O quanto sinto
Na verdade da minha vida: não minto…
O quanto és para mim irreverente
O quanto és para mim diferente…
O quanto são teus os meus sinais vitais
Aqueles muito fortes e fora dos normais…
O quanto és para mim fundamental
O quanto és para mim especial…
Amo-te muito com intensidade
Amo-te muito nesta nossa virtualidade…
Feita humana existência de realidade
Amo-te com todo o meu ser…
E por ti amor seria capaz de morrer
Porque por ti: seria capaz de tudo enfrentar…
Enfrentar e encarar
Porque és o meu respirar…
E razão do meu andar
Andar, despertar e acalentar…
A sede e vontade
De fazer viva imortalidade…
Este sentimento que é teu
Que mexe comigo… Sentimento que o teu ser me deu…
Porque de ti nunca e jamais o meu eu esqueceu
Porque te tenho em mim sempre presente
Porque és para mim luz brilhante e latente…
Porque tenho todo o meu amor para te dar
Para te dar e para te poder amar…

João Paulo S. Félix

Thursday, December 7, 2017

Amor pleno...


Amor pleno…
Quero hoje falar
Para no teu coração entrar…
Para o converter
E dele toda a rocha remover…
Para nele eu ficar
Para a ele regressar…
E te amar
Amar e fazer sonhar…
Para te completar
E ser motivo de toda a felicidade que em ti for causar…
Quero ser para ti
O sacramento a que me converti…
Um sentimento intenso
Forte, avassalador e imenso…
Um sentimento de existir
Que me leva a de ti não desistir…
E por ti lutar
Até num caixão ao terreno lugar…
Vir a ser depositado
E lá ser encerrado…
Porque até esse ato
Proponho com Deus um trato…
Para o teu nó interior desatar
E te aconchegar…
Para te completar
Porque eu sou tu e tu és eu…
Porque és a minha metade que o Divino me concedeu
E por ti a Ele intercedo…
E perante toda a adversidade eu não cedo
De a ti querer tocar…
De modo bem profundo
Porque és tu o meu mundo…
Porque és a minha bonança
Porque és a minha esperança…
Porque és quem me coloca sereno
Porque és tu: o meu amor pleno…

João Paulo S. Félix 

Wednesday, December 6, 2017

Tenho para ti... Toda a minha vida...


Tenho para ti.. Toda a minha vida…
Eu ser humano me confesso
E de novo te peço…
Atenção
Para ouvires meu coração…
Porque por mais que o ontem tenha sido de sombra
Por mais que o sentimento se esconda…
Vai em mim
Um sim…
Um sim ao meu amor
Por ti que és meu esplendor…
Porque por mais que o ontem seja a minha cruz
Pesada e que o meu ser conduz…
Como pena ou penitência
Tenho fiel consciência…
Do quanto te amo
Do quanto por ti chamo…
A toda a hora
Porque por ti o meu rosto chora…
E o cardíaco elemento
Começa a vacilar e a bater lento…
Porque te amo e disso tenho noção
Porque sinto por ti muito mais que fixação…
Sinto por ti a fiel reprodução
Do sentimento da união…
Da união e cumplicidade
Porque te amo mesmo de verdade…
Porque és o meu despertar
Porque por ti tento a suspirar…
Porque olho o relógio
E vejo nas horas muito mais que um desafio…
Mas antes a oportunidade
De te fazer trazer à luz da claridade…
Sentimentos nutridos por mim que nos mesclem
Que nos façam ser um só com dimensão que as réguas não medem…
Porque te amo na minha existência sofrida
Porque tenho para ti… Toda a minha vida…

João Paulo S. Félix 

Tuesday, December 5, 2017

Diário do meu amor...


Diário do meu amor…
Mais um dia de confissão
Em que venho afirmar com convicção…
Que te amo
Que por ti clamo…
Que tenho fé
Em Deus, Jeová ou Maomé…
De que sejam ouvidas minhas preces
E a mim regresses…
Sempre no final de cada dia
De cada jornada vivida…
Digo-o de novo e com intensidade
Que te amo até à eternidade…
Que te vou esperar
Por todo o tempo em que eu vier a vigorar…
Até ao momento em que for chamado para a pó voltar
Até esse acontecimento…
Viverei com sentimento
Com alguma dor…
O sentimento de esplendor
De te querer amar
Sem ao tempo olhar…
Sem ao que veio a desenrolar
Porque somos encaixe completo e perfeito…
Porque sem ti sou coração desfeito
Porque sem te ter…
Não sei viver
Porque sem ti me sinto perdido e sigo trilhos desanimados…
Porque somos o lindos e para sempre apaixonados
Porque te amo com vontade…
De romper com o relógio de crueldade
E com a distância que nos separa…
E que me detém de ver a tua cara
O teu sorriso e sentir o teu abraço…
Que me faz sentir robusto e como o aço
Porque és tudo para mim com a verdade e com primor…
Porque são tuas estas linhas e este diário do meu amor…

João Paulo S. Félix