Tuesday, December 30, 2014

Amar-te ao luar...


Amar-te ao luar…
Quero-te amar…
Quero-te amar… vim tal te revelar…
Quero-te muito amar…
Em cada dia… Em cada momento de luar…
Quero-te amar na minguante…
No nosso amor e sentimento fascinante
Quero-te amar na lua crescente
Aquela que nos aparta de cada um ser carente
Quero-te também amar na lua nova
Em que cada voto de amor nosso se renova
Quero-te amar ainda mais na lua cheia
Aquela que nos une para a vida inteira
Quero muito te amar em cada momento
Em cada dia e em cada acontecimento
Quero revestir-te da celestial indumentária
Que te faça ser razão de alegria
Alegria e bem-estar
Bonança e felicidade
Porque és tu quem quero amar de verdade…
Porque és tu a quem me quero entregar com lealdade
Com a garantia de amor supremo e envolvente
Com a certeza de paixão intensa e ardente
Em cada dia em que a lua ouse brilhar
Porque ela é nossa cúmplice no nosso vivenciar
Do que nos une e faz unos
Do que nos mescla e faz sorrir
Do que nos faz ter a garantia de ser com o outro que se quer seguir
Rumo ao corolário máximo do amor
Feito magno sentimento de esplendor
Porque te quero sempre poder amar
Em cada dia… E em cada momento de luar…

João Paulo S. Félix

Monday, December 29, 2014

Excelência de sentimento...

Excelência de sentimento…
Há neste mundo nosso uma essência
Que serve e confere a tudo uma referência
Referência e alguns elementos que são dotados de reverência
Como o caso de um sentimento…
Um sentimento muito mais do que pensamento
Um sentimento feito realidade
Um sentimento de construção para a eternidade
De emoções…
Emoções e sensações
Que inundam e invadem corações
Sentimentos de excelência
Que nos enchem de alegria
Um sentimento… O sentimento de amor
Que altivo é esse sentimento de alto pendor
Que emocionante esse sentimento feito esplendor
Que voluptuoso é o ato de amar…
Amar e ser amado
Concretizar e ser concretizado
Com alguém desejado a nosso lado
Que connosco caminhe os passos da certeza
Do que se vive ser de elevada beleza
Beleza e majestade
Nesta vida derradeira
Única e primeira
Que nos leva a querer a vontade
Do amor em toda a parte
Com quem nos dota de engenho e arte
Com quem nos faz voar e suspirar
Com quem nos faz sempre afirmar
Que este é um amor… Um amor a vivenciar
Um amor… Um amor a eternizar…

João Paulo S. Félix

Wednesday, December 24, 2014

Fascínio de Natal...


Fascínio de Natal…
Quanto fascínio nesta data especial
Quanta magia nesta quadra sensacional
Quantas casas se enchem de emoção
Quanto sentimento vai em cada coração
Quantos sorrisos são dados nesta ocasião
De família e confraternização
Que dor pensar também em quem está por terras de emigração…
Que vontade de todas as famílias unir
Neste dia em que o amor se faz sentir
Que energia esta que paira no ar
E que a todos vem envolver e enfeitiçar
Que horas marcantes estas que se vivem
Que se vivem e que se revisitam
De momentos passados e que marcam
De pessoas que já partiram e que nos faltam…
Que belo é lembrar os que se quer
Os que se quer e quem nos vem acolher
Que ocasião magistral
Que beleza é esta do Natal…
Que emoção maior que nos avalancha
E que retira do calendário a dor feita sentimento de mancha
Que data esta tão avassaladora
Que nos leva a pensar na criatura redentora
Deus feito menino
Homem feito um Hino de Humanidade
E pregador da fraternidade
Que queremos marcar em nossos lares, em nossas casas
Em redutos de conforto, calor
Onde vivemos este dia de esplendor
Esta data sensacional
Este momento chamado Natal…

João Paulo S. Félix

Um Natal muito especial - Conto de Natal




Como já é hábito, por mais um ano, cumpro a tradição de criar um conto de Natal que reflita o espírito da Natal e a verdadeira essência desta quadra. Como tal, em seguida, segue o link onde poderão encontrar o conto de Natal: um mimo meu como presente para cada um de vós.

                                      Votos de um Santo e feliz Natal para todos.
                                        https://app.box.com/s/n03leaji1f092nlhn0l2
                                                             Beijos e abraços
                                                        João Paulo S. Félix 

Monday, December 22, 2014

Amor de cumplicidade...


Amor de cumplicidade…
Quero contigo meu amor
Deusa minha coroada de esplendor
Cumprir um desígnio
E contigo entregar-me ao fascínio
Do amor nosso feito veracidade
Do amor nosso feito elemento de verdade
Quero contigo amor viver mais do que é rotina
Quero contigo rasgar toda e qualquer cortina
Quero contigo fazer cair o véu e o pudor
E contigo me entregar a atos maiores de amor
Em que vivamos a unidade
Em que vivamos a nossa cumplicidade
Em que vejamos o sol nascer
Em que o encontremos a desvanecer
E nesse momento algo lhe pedir
Que nos venha com a sua luz cobrir
A intensidade da realidade
Que une seres de mortal condição
Mas que ousam querer a perfeição
Em beijos entregas encontros e devoção
Ao encontro de vontades e intimidade
Ao cruzamento de humanidade
Da humanidade com gritos de felicidade
Aquela que é razão da humana vida
Aquela que deve ser o mote da inspiração sentida
Para a alvorada da concretização
Daquilo que nos move e dá convicção
De ser o caminho a seguir e a nossa direcção
Na vivência de elementos de coração
Aqueles que nos unem e fazem ser unos
Em sentimentos muito profundos
Profundos e que nos dão mundos
Mundos no amor e na felicidade
Que nos conduz… à nossa cumplicidade…

João Paulo S. Félix

Monday, December 15, 2014

Que sentimento...


Que sentimento…
Que sentimento este o que sinto
Aquele que nutro por ti, não minto
Aquele que é forte e intenso
Aquele que tem fragrância como incenso
Que sentimento este tão especial
Que nunca ou em momento algum faz de mim banal
Um sentimento nada normal
Mas infinitamente admirável
Um sentimento mais saboroso que o mel
O sentimento de união
Um sentimento de paixão
Que bate forte e profundo no meu coração
O sentimento de admirar
Um sentimento a revelar
O sentimento… O sentimento de te amar
De te amar e de te querer
Para te fazer sorrir… Em cada amanhecer
Para contigo… Nunca ver e sentir anoitecer
Para contigo e a teu lado sempre viver
Um sentimento de desejo
Em que de te ti desejo muito mais do que um beijo
Desejo o teu corpo e a tua alma
Para trazer ao meu ímpeto alguma calma
Para ter em ti toda a minha luz
Que brilha e me conduz
Para que juntos sempre caminhemos
E jamais… Jamais vacilaremos
No que nos une e causa a razão
Do viver da nossa elevação
À divinal condição
Tudo fruto de sentimentos
Sentimentos muito mais que pensamentos
Sentimentos sentidos…
Sentimentos sempre vividos…

João Paulo S. Félix

Thursday, December 11, 2014

Já te disse hoje que te amo?...


Já te disse hoje que te amo?...
Já te disse hoje que te amo?
Se não… No agora tal te declamo…
Com sentimento e fervor
Com vontade e fulgor…
A ti deusa minha… A ti meu amor…
E digo de novo e com convicção
Porque tal brota do íntimo do meu coração…
Porque tal é verdadeira razão
Para a fuga à mediocridade
Para querer contigo viver a eternidade
Feita nossa felicidade
E digo de novo… Que te amo muito meu amor…
Porque tal é intensa fornalha de calor
Porque tal é sentimento de muito valor
Porque te pergunto de novo… Já te disse que te amo?
Digo-o de novo amor… No aqui e no agora
E direi sempre… Pela nossa vida fora
Porque tu me retiraste do catre da solidão
Porque vieste trazer cor à minha humana dimensão
Porque vieste ser o ar que eu preciso
Porque és tu o motivo do meu sorriso
Porque contigo voo alto e mais além
Porque juntos nada ou ninguém nos detém…
Porque perante ti me desnudo a cada dia
E te refiro que és causa da minha alegria
Porque perante ti me confesso
A cada dia em relação ao meu sentimento e ao demais…
Que sinto e faz de nós seres especiais
Unidos e ligados no amor…
Unidos e ligados no sentimento
E… já agora… ouviste-me a falar-te de amor?
Aquele que a ti me une e é causa de esplendor?

João Paulo S. Félix

Wednesday, December 10, 2014

Sentimento...


Sentimento…
Quero hoje ao mundo revelar
Algo muito meu e que em mim tende a deambular
Um sentimento… O sentimento de amar
De amar e de te amar
De te amar e de me querer todo a ti me entregar
Porque sou tua matéria
Porque sinto de igual modo que és tu quem é necessária
Para responder a uma pergunta da rectidão
Que és tu a causa da minha elevação
Porque és tu motivo de bater o meu coração
Porque és tu a resposta da quebra do gelo
Porque tu és a deusa feita meu duelo
Nesta vida sem cessar
Neste mundo onde o tempo teima em não parar
E onde ao mais alto elemento quis vociferar
Que sempre… Que sempre te quero amar
Amar e que sempre te vou esperar
Para se cumprir o desígnio da felicidade
Para cumprimento da meta da eternidade
Quais líquidos ou poções
Porque as fórmulas estão em nossos corações
E têm em si: dos amores as suas razões
Razões de sempre no noutro pensar
Razão de o outro nos complementar
Razão de com o outro sempre cada um se preocupar
Razão maior ainda de ser o outro: aquele que sempre queremos beijar
Beijar, abraçar, sentir e acariciar
Em átimos e em sentimentos
Em ocasiões e pensamentos
Porque assim é o amor
O amor altivo de valor
O amor de sentimento…
Feito amor nosso em cada nosso vivido momento…

João Paulo S. Félix

Tuesday, December 9, 2014

Amor de sedução...


Amor de sedução…
Amo-te meu amor…
Sim… digo de modo directo a ti meu esplendor
Amo-te por tudo e pelo todo
Amo-te com sentimento, amo-te sem fim e sem cessar
Porque sempre quero fazer de nós o simbólico do verbo amar
Porque quero sempre a ti me entregar
A ti meu amor de sedução
Minha sedução tu em cada acto ou acção
Em cada timbre teu… Em cada tua oração
Em cada gesto teu, em cada teu andar
Em cada teu agir que me vem a extasiar
Porque és o todo do meu mundo
O meu sentimento mais profundo
De amor, razão, coração
Mais forte que qualquer actuação
Mais intenso que qualquer mundana perturbação
És tu a fórmula sagrada
Da minha musa… Da minha mulher amada
Amada e sublimada
Por quem sempre espero
Espero e quem sempre venero
Desde do amanhecer, até ao brilho do luar
Que vem ser cúmplice do nosso senso de amar
Do nosso sentimento de entrega e devoção
Do nosso sentimento de gemidos e elevação
A estádios de loucura e paixão
A momentos únicos de concretização
Porque és tu a metade da minha construção
Em ser, em viver, em respirar, em beber
De ti a essência que me faz vencer
E vou para sempre te querer
Para te amar, envolver, completar e enriquecer
Em cada desafio do dia, em cada nossa missão
Porque és tu cada gesto de amor e atenção
Porque és tu… O meu amor de sedução…

João Paulo S. Félix

Thursday, December 4, 2014

Escrevo à luz do sentimento...


Escrevo à luz do sentimento…
Escrevo hoje com sentimento
Aquele que me acompanha a cada momento
Escrevo à luz do que me guia
E do que me faz sentir a tua companhia
Escrevo com a mais plena emoção
Do que vai em mim: em minha mente, em meu coração
Escrevo ainda mais assim com intenção
De criar neste tempo a confirmação
Feita no hoje convicção
Do que sinto é mais do que paixão
É sentimento de bem-estar
Um elemento máximo… o amar
O amar e estar a ti ligado
Por esse sentimento imensamente alimentado
Com gestos, momentos e ocasiões
Que aquecem as frias escuridões
Porque escrevo ao sabor de te amar
De te amar e de te querer sempre realizar
Fazer de ti plenitude neste mundo feito nosso lugar
E por ti vou e sempre irei esperar
Nem que o curso das águas venha a mudar
Nem que em Marte venham a vida encontrar
Porque a vida minha és tu e isso eu sei
Porque me concedes a coroa que faz de mim o rei
Da felicidade e da eternidade
Da vontade e da realidade
De mais: em calor, cumplicidade, beijos de ardor
De mais pensamentos e elementos de esplendor
Que juntos concebamos em cada amanhecer
E tal nos motive sempre a escrever
Ao sabor do que nos une e venha a acontecer
Num amor a abraçar
Num sentimento a vivenciar…

João Paulo S. Félix

Wednesday, December 3, 2014

A envolvência dos nossos corpo..


A envolvência dos nossos corpos…
Fui vasculhar em mim tanto de ti
Fui procurar em mim o que fazia de ti o meu jardim
O meu jardim com aroma a rosas e jasmim
Vasculhei, respirei e numa dimensão entrei
E nessa dimensão te encontrei
Uma dimensão de sentimento
Uma dimensão de amor imenso
A ti… A ti mulher de esplendor
Ser para quem corro querendo-te abraçar com ardor
Ardor, intensidade e fervor
Porque te quero de modo avassalador
Porque te amo e na corrida te abracei
E minha matéria te considerei
Do mesmo modo como um dia todo eu a ti me entreguei
A ti minha ninfa de felicidade
A ti meu amor: razão de eternidade
No ar soa uma música que nos leva ao amor
Esse sentimento máximo repleto de vigor
Vigor, motivação e afirmação
Como certeza de vida e como garantia de existência
Beijo-te como se do último dia se tratasse
Digo que te quero para que o tempo dos relógios parasse
E que para nós congelasse
Na sagração do nosso viver de paixão
Que bate de modo tenaz no coração
Digo amar-te sem cessar
Digo que te vou amar sem tempo ou lugar
Juro afirmando que espero a imortalidade
Nossa: no sentimento nosso de convicta verdade
Aquele que é motivo de lágrima, motivo de respirar
Motivo de cogitação, motivo de pensar
No outro como divino altar
Que sempre vamos ornamentar
Com as flores feitas atos de fascinar
Flores que criamos no nosso ato de amar…

João Paulo S. Félix

Tuesday, December 2, 2014

A tentação dos teus lábios...


A tentação dos teus lábios…
Dou por mim no fiel de cada hora
A contemplar cada foto tua sem demora
E evoluir em mim um desejo
Uma ambição: a ambição de um beijo…
Um beijo teu e dos teus labiais elementos
Motivos de mil e um pensamentos
Que me assolam e inundam a cada segundo
De forma intensa: de modo profundo
Os lábios teus que desespero
Sim assumo que os quero
Para acalmar a raiva feita chama minha
E que a cada dia comigo caminha
E que me invade o pensamento
No qual és musa e o objecto do meu envolvimento
Na causa imperal
Ímpar e sem igual
Uma causa de arrasar
A causa do verbo amar
E de toda te desejar
De toda a tua pessoa aos deuses suplicar
Numa atitude de loucura e de espera
Neste mundo azul e de formato de esfera
Porque azul também são as águas a quem confesso
E a quem lanço votos e lhes peço
Que sejam com o fogo, a terra e o ar
A completa combinação para me coroar
Com a tua divindade, com o teu amar…
Neste mundo onde teremos os quatro vitais elementos connosco a gladiar
Em prol da causa maior
Dotada de esplendor
A bela e imponente missão de amor…

João Paulo S. Félix

Monday, December 1, 2014

Linhas do teu corpo...


Linhas do teu corpo…
Como eu hoje peço a Afrodite esta concretização
De poder possuir as linhas do teu corpo
Do teu corpo: belo, sensual, formoso
Do teu corpo que sei meu de firme razão
Porque tal bate em mim: em mim e no meu coração
Quanto eu te desejo meu amor
Mulher minha dotada de máximo esplendor
Poder ter de ti cada recanto
Que eu sobejo e canto
Que me leva aos olhos fechar e nele pensar
E ficar com a pecaminosa vontade de o cortejar
Com beijos, toques das minhas mãos… O faze-lo arrepiar
Quanto eu o desejo… Como ontem, como hoje… como no futuro
Por saber que ele é meu porto de abrigo seguro
Onde repousar e onde me espraiar
No amor nosso… no nosso ato altivo de amar
Porque somos um do outro com a certeza do Divino
Que nos uniu no sagrado destino
Destino feito humano caminho
E contigo sempre irei palmilhar
Cada lugar… Sem nunca vacilar ou fracassar
Por saber que és tu minha força, minha essência
Que se manifesta no teu corpóreo elemento numa fragrância
Que me faz querer partir todos os relógios e fronteiras
Que nos afastam e que nos colocam como fogueiras
Ardentes de desejo e ambição
Porque o outro é a nossa viva condição
De viver, de respirar, de sobreviver e se avançar
Ao lado do ser amado… Sem para traz se olhar
Porque das linhas dos nossos corpos se forma a condição
Da una, firme e eterna união…

João Paulo S. Félix

Saturday, November 29, 2014

Intensidade de amor...


Intensidade de amor…
Na humana e vital vida
Queremos a sensação de a ter como vivida
Vivida, sentida, abraçada
E tudo isso se torna possível ao lado da pessoa amada
Aquela que um dia na nossa vida entrou
E a mesma ela mudou
Numa fotossíntese de felicidade
Que desconhece lugar ou idade
Um fascínio que a tudo resiste
A chuvas, frios ou neves de torrente
Porque o amor tudo ultrapassa e dissipa
Porque o amor é o abrir de uma tulipa
Em belo e imenso jardim
Chamado coração sem fim
E a invocar o coração
Esse lugar onde tudo é sentido
De modo pulsante e onde tudo é prometido
O estado de bem-estar
A certeza de sempre se querer amar
Com beijos de asfixiar
Com pensamentos de viciar
Com abraços de encantar
Com tudo o que venha ao mundo luz proporcionar
Porque assim é o amor
Esse máximo estado de esplendor
Que confronta todo o crepúsculo feito oponente
A um amor: a um sentimento irreverente
Que veio para ficar… marcar e perpetuar
O amor em quem ama e se deixa amar
O sentimento magno de mesclar
E unir… Para toda a eternidade
Um amor… Um amor pleno de intensidade…

João Paulo S. Félix

Friday, November 28, 2014

Ousadia de amar...


Ousadia de amar…
Quanto da Universalidade pede o arriscar
Quantas páginas da História nos vêm tal comprovar
Quanto do que o humano ser…
É vontade de algo fazer acontecer
Acontecer e desenrolar
Neste espaço… O ato de amar
Amar e ser amado
Ser mais feliz que todo o ser felizardo
Ser alguém aventureiro e ousado
Ser alguém sem receio ou medo
Ser alguém que dilacera no sentimento
Causa de máximo contentamento
Aquele que vem tirar do catre ou do prisional isolamento
O ser humano que quer amar
Muito para além do beijar
Alguém que sabe que a arte é insistir
Para nunca de nada se permitir desistir
Porque da humana arte se tem conhecimento
De que o amor é trunfo do momento
Que se quer a cada segundo
Com sabor frutado e profundo
A entrega e a cumplicidade
A alguém especial…
A alguém fora do normal
Alguém perfeita e desconcertante
A alguém viciante e fascinante
Porque ousar no amor é jogar os dados da vida
Rumo a uma atitude corajosa, arrojada e decidida
De não vacilar ou parar
De sempre querer esperar
Para viver com o alguém amado… A fabulosa e profunda ousadia de amar…

João Paulo S. Félix

Thursday, November 27, 2014

União das nossas mãos...


União das nossas mãos…
Tenho uma vontade de perfeição
Que quero agora de coração
Quero contigo amor…
Ser razão de cada meu alvor…
Quero contigo uma união
Que seja sinónimo da nossa paixão
A união… A união das nossas mãos…
Que firmes e mescladas
Serão garante de pessoas amadas
Amadas e unidas no verbo amar
Que não conhecer hora ou lugar
Mas que pede a cumplicidade
E sempre a lealdade
A um compromisso assumido
Assumido e por cada um vivido
Num amor de fascínio
Mais cristalino que o curso de qualquer rio
Mais influente que toda ou qualquer torrente
Mais intenso que toda ou qualquer chama
Mais determinista que toda ou qualquer demanda
E… da demanda passamos para o que o coração manda
Ele ordena que se viva o sentimento
Causa de todo e nosso alento
Ele impõe que se vive sem cessar
Um amor que um dia nos veio a cruzar
E que nos pede para seguir mais além
Para ser vivido com mais fé do que todo o fiel de Jerusalém
Para ser mais ardente que as temperaturas do Equador
Porque o amor é assim fruto de uma união
Intensa, ardente e plena de combustão
Porque tudo começa com um gesto… o unir… o unir da nossa mão…
Para viver a nossa envolvente: envolvente e reverente paixão…

João Paulo S. Félix

Wednesday, November 26, 2014

Toque de amor...


Toque de amor…
Tão perto e tão longe te vejo
E ao olhar-te, não nego: não nego que te desejo
Que te desejo a ti e te roubar um beijo
Que conduza ao realizar de um ensejo
Que nos leve a uma realidade mais especial
O toque: o toque carnal
Da entrega em cada momento divinal
Que vira suspiro…
Que se converte em arrepio
Deixa que te sinta meu amor
A ti ninfa bela plena de esplendor
Deixa: permite essa ousadia
Seja na escura noite ou no recato da luz do dia
Deixa que te possa sagrar templo de perfeição
Na vivência impar da nossa bela paixão
Deixa que te possa dar um jardim…
Para isso só preciso, tão somente de um sim
Dito para fazer algo se revelar…
O nosso sentimento: o nosso sentimento de amar
Que muito já nos deu… e que sempre tudo prometeu
Para nos trazer ao hoje… Ao aqui e agora
Em que ambicionamos a nossa hora
De poder viver a felicidade
Que guardamos na nossa interioridade
Interioridade de coração
Que nos permite a condução
Esquecendo do passado uma data ou desilusão
Para nos rendermos de vez à nossa união
Que nos pede mais do que o toque ou o sentir
Que nos pede sempre: sempre para juntos poder progredir
E esperar sempre… pelo sol amado que está para vir

João Paulo S. Félix

Tuesday, November 25, 2014

Estrelas de amor...


Estrelas de amor…
Quero esta noite poder algo realizar
Realizar e a tua noite pontuar…
Sim amor… a tua noite de luar
Com estrelas… estrelas intensamente a cintilar
Quero desejo e ambiciono
Poder levar-te ao mais elevado trono
Em amor paixão e majestade
E converter o nosso amor na magna realidade
Com a intensa marca de laivos de oportunidade
De o amor sempre querer agarrar
Para jamais dele cada um de nós se poder apartar
Porque ele pode não mais chegar
Ou termos oportunidade vital de o viver
Porque a todo e qualquer momento pode a vida desvanecer
E deixamos este mundo e dele poder beber ou respirar
Por isso tenho a ambição mais ardente
De rasgar toda a torrente
E de querer andar no fio da navalha
Por esta causa, que sei que ela valha
A espera, a vontade e a sua vontade de concretização
Por ser comando de amor: demanda do coração
Porque te quero a ti deusa impar
Sempre te realizar
Aqui ou em qualquer lugar
Quero-te amar com a intensidade com que respiro
Quero-te fazer sorrir em cada nosso delírio
Feito gemido, abraço, beijo ou pensamento
Seja tudo ou qualquer elemento
Causa de vontade imperial
De ter o nosso amor como vivência real
 Para com tal te ir regalando a cada noite com pontos luminosos
Garantes de amanheceres nossos eternamente fabulosos…

João Paulo S. Félix

Monday, November 24, 2014

Mar de emoções...


Mar de emoções…
Quero contigo poder mergulhar
Mergulhar e definitivamente poder afogar
Num imenso e profundo mar…
Contigo… Em nós… No mar de amar
De amar e do nosso amor
Esse sentimento máximo pleno de esplendor
Poder afogar contigo em cada beijar
Em cada sorriso, abraçar, pensar ou respirar
Queremos sempre algo mais especial
Neste oceano quente e quase infernal
Em que desejamos mais do que a vontade
Em que queremos mais para a nossa realidade
Em que ousamos pôr de lado o passado e momentos menos felizes
E aventuramo-nos a arriscar no futuro nossos de seres que geram raízes
Em amor, luxuria e paixão
Em momentos nossos plenos de convicção
De ser o outro a resposta certa da razão
Que nos pede para viver o sentimento de coração
Que une, mescla e que constrói
Para futuro um sentimento que nada ou ninguém destrói
Queremos deste mar sair para a eternidade
Queremos deste oceano submergir para a felicidade
Que nós criamos e que nos une
No que nos une e no que nos coloca imune
Ao que vem de fora e por mal
Porque queremos viver algo muito real
O nosso amor sem cessar
A nossa paixão sem vontade de parar
E esperar o outro para sempre caminhar
Caminhar e ambicionar
As emoções que são criadas
E por nós sempre cobiçadas
Para viver a altas rotações
O nosso infinito… Mar de emoções…

João Paulo S. Félix

Saturday, November 22, 2014

Momentos de amor...


Momentos de amor…
Hoje recordo e penso
Em algo de valor imenso
Imenso e imensurável
Sentimentos de amor incontestável
Aqueles momentos e cada um memorável
Em que o amor foi o anfitrião
Em que o amor deu mote ao coração
Em cada gesto, ato e ósculo
Em cada mimo, em cada colo
Penso neles e com a certeza
De todos eles terem a beleza
A beleza e a possibilidade
De serem de novo realidade
Para coroar de sentimentos existentes
Aqueles que nos afastam de sentimentos carentes
Porque sabemos que há algo forte em nós
Que sentimentos na alma e dizemos por voz
Porque há algo rico e vivificante
Que nos faz querer sempre algo fascinante
Para podermos reatar
No ato do nosso amar
Esse ato maior de cumplicidade
Que mescla a humana criatura na unidade
De acontecimentos do ontem do hoje e do futuro
Que queremos neles: poder dar cada passo seguro
Rumo à plenitude que nos envolve
E que a cada manhã a luz do dia nos devolve
Para dela fazermos razão de acordar
Razão para no outro sempre pensar
No outro que queremos sempre amar
Amar firmar e confirmar
Como garante da felicidade
Que se quer sem ocaso e sem idade
E que pinta com esplendor
Cada acontecimento do nosso vivo amor…

João Paulo S. Félix

Friday, November 21, 2014

Clima de cumplicidade...


Clima de cumplicidade…
Quero desta vida uma verdade
Que me acompanhe até à perda da vitalidade
Quero desta vida uma opção
Feita por mim… Por meu coração
O te poder amar…
O te poder realizar
Em cada dia novo da existência
Aquele que ousamos pintar com essência
Divinal sabor de humana vida
Aquele que ao amor nos convida
Aos dois para sermos um só
Para cada um soltar o nó
Que acorrenta a medos e hesitações
Ousemos dar lugar ao sentimento de emoções
Que unem nossos corações
Que nos fazem no outro pensar
E nas suas asas sempre nos sentirmos a voar
Qual quadro mais perfeito
Aquele que une e cria uma tela
Que quebra e arrebate toda e qualquer querela
Que clima este que nos invade
Que mergulho este neste mar
Onde decididos temos que viver o amar
Porque outro momento pode não mais chegar
Porque é no agora que se faz a felicidade
Ao sabor da nossa cumplicidade
Que nos faz querer esquecer toda e qualquer crueldade
E querer seguir a intuição e a interior vaidade
Que nos conduz na humana vontade
De com o outro esquecer lugar, conceitos, idade
De com o outro querer a eternidade
Porque contigo quero sempre poder viver
Este momento eterno de amor: porque não sei: não sei se amanhã irei ter amanhecer…

João Paulo S. Félix

Thursday, November 20, 2014

Cerca de amor...


Cerca de amor…
Quero hoje poder falar
Falar e algo explicar
Uma cerca…
Uma cerca e sua função
Uma função de união
De traves para fazer vedação
Que conferem segurança
Segurança e unidade
A toda e qualquer propriedade…
E análogo tal realidade
Ao amor vivido na felicidade
Que é fruto de uma mescla
Que vamos sempre quere-la
Em nós, no nós…
Para jamais nos sentirmos sós
Uma cerca de cercar…
Para cercar o nosso ato de amar
Cerca-lo de medos, receios e passados
Para darmos passos em frente sempre confiados
Na essência do nosso sentimento
Causa do nosso contentamento
Que queremos viver aqui e no agora
Sem perder tempo, sem demora…
Quero contigo amor… sim amor
Ser meu amado pleno de esplendor
Esplendor e perfeição
Tu que vives e reinas em meu coração
Quero contigo viver a nossa paixão
Com vontade de prosperidade
Com ensejo de eternidade
Do amor nosso que nos uniu
Que nossos caminhos cruzou… Num dia em que o sol sorriu
Para nós no bem-estar
Para o enfatizar…
Do nosso ato de amar
Que vamos querer sempre… Sempre perpetuar…

João Paulo S. Félix