Friday, March 25, 2011

Uma entrega fascinante de amor...


Entrega fascinante de amor…
Vem, vem, vem amor
Não pares, não osciles: não faças vacilar o nosso fulgor
A nossa bela, envolvente e sempre exponencial entrega
Entrega que toda e qualquer intriga segrega
Vamos: não ligues a luz
Deixa-te conduzir: pelo sentimento que te conduz
Que nos conduz à sedução
A uma ardente louca e envolvente estimulação
Que implode dentro de cada um… dentro no nosso coração
Porque quando juntos estamos: um só formamos
Amo-te; quero-te; desejo-te
Por todo tempo, por toda a eternidade
Para sempre sermos a universalidade
Do que sentimos; daquilo que nos vai emergindo
E nos vai dando asas para voar
Num universo que sempre nos irá fascinar
A plenitude do verbalizar: do verbalizar da palavra amar
Quero sentir-te bem junto a mim: sem ocaso, sem fim
Sentir o teu respirar: que faz o meu ser acelerar e jamais querer vacilar
Entregamo-nos por amor: entregamo-nos pelo incendiar
A chama da paixão que nos vai iluminar
Na nossa entrega: no nosso memorial
Para tornar a nossa relação única, intensa e para sempre intemporal
Para sempre haver no Olimpo a recordação
De um casal sensação: alvo de cobiça, alvo de imortalização…
João Paulo S. Félix

1 comment:

"Buzz" said...

Parabéns... Belíssimo texto...!!

Se me permitires, gostaria de copiá-lo e usá-lo em meu blog ou Facebook, com o devido crédito, claro...!! ;)

Novamente, PARABÉNS, me achei em teu texto!