Saturday, January 17, 2009

Um texto que me toca imenso...


Falésia encantada

Uma viagem fiz,
Um destino eu quis
Abeirar-me de uma falésia
Falésia alta e tenebrosa
Inspiradora da alma silenciosa
Foi na falésia que viajei
E num “flashback” da minha vida entrei
Nesse encontro com o passado
Que foi vivido e amado
Busquei para mim consolo e motivação
Para me sentir mais feliz, mais perto
De seres, tudo menos mortais
De seres perfeitos e divinais
De pessoas essas que são os meus pais
Pais que amo e adoro
Pais fascinantes e sem igual
Pais, queridos e com emoção
Que os idolatro do fundo do meu coração.

João Paulo S. Félix

2 comments:

Cristina Bernardes said...

PARABÉNS mais uma vez por este lindo poema dedicado aos teus pais. Acredito que estejam cada vez mais orgulhosos de ti!

Jo said...

Uma grande declaração de amor *,)

Concordo com a Cristina, devem estar cada vez mais orgulhosos de ti **)