Tuesday, November 25, 2008

Para quem quer ser acordado para a vida...


Acorda-me quando estiver morto…

Acorda-me quando estiver morto
Morto para o ódio, morto para a solidão
Morto para a intriga, morto para a desilusão
Morto para as tempestades, morto para a destruição
Morto para o mal, morto para o não
E acorda-me, acorda-me
Acorda-me para acordar
Para a vida poder contemplar
Para o amor poder presenciar
Para a felicidade poder viver
Para jamais ver o sol “poer”
Para ser feliz, realizado
Para poder dar um testemunho presenciado
Por isso… quero ser feliz e amado
Dinâmico e consolado
Para viver algo de encantar
Para poder ser acordado, quando morto me encontrar.

João Paulo S. Félix

6 comments:

Jo said...

Uau! **OOOO


Adoro, adoro, adoro...
É difícil rimar bem e sem roçar o banal e tu consegue-lo.

Muitos parabéns!

Ana Rita M. said...

João...

Para sermos felizes só dependemos de nós próprios. :)

É a procura constante que nos dá sentido à vida...

Simplesmente Sublime...

Beijo

Cristina Bernardes said...

mais um texto fantástico...pensa em editar...estás a melhorar cada vez mais.

Anonymous said...

bem este está mesmo muito original adorei e não ligues ao que te dizem apesar de termos que aceitar as criticas boas e más continua em frente e força bjo

Joana Ruim said...

olá felix ;P

gostei mais deste. parece-me ter mais a ver contigo do que os restantes. identifica-se muito com o te tento transmitir quando te digo para acordares p a vida! decerto que concordas, senão nao faria sentido teres escrito sobre o assunto.
acho o teu blog um refúgio bastante acolhedor para desabafares. faz-te bem.

joana (a ruim, nao a outra XDD)

ps: deves-me um par de cafés.. hehehe

Marta said...

Inspiração na aula do Jomie...