Monday, October 20, 2008

Na noite...

Na noite…

Noite sombria, totalmente escura
Chuva intensa mas o amor perdura
Sente-se uma brisa, um vento soão
Que entra directamente no coração
Amizade não sei, amor talvez
É a melhor sensação que Deus já “fez”
Êxtase máximo este grande sentimento
Encontro-me no meu quarto com aroma a incenso
Na cozinha ouve-se o passevite
Mas eu só penso em Afrodite
Afrodite e Vénus, Deusas do Amor
Tenho as suas emoções para este poema compor
Poema composto e encantado
Pois o amor deve ser cantado.






João Paulo S. Félix

3 comments:

LaurinhaP said...
This comment has been removed by the author.
LaurinhaP said...
This comment has been removed by the author.
Ana Rita M. said...

Gostei imenso deste! :D